Como eles devem rir-se de nós!…


Depois de Sócrates, temos Relvas. Temos também, pelo meio, alguns escândalos relacionados com outras licenciaturas (lembro-me, por exemplo, dos CTT e de algumas outras situações muito pouco transparentes, envolvendo universidades privadas).

Pelos vistos, neste país de vale tudo, quem quer ter um título académico, mas não tem inteligência ou pachorra para o obter pelas vias normais, arranja uns amigalhaços numa qualquer universidade privada e, zás! Aí está o que pretende. É uma licenciatura em engenharia? Aí está ela. É em relações internacionais? Pois aí a tem. E se não existem os tais amigalhaços, forja-se um currículo, quiçá um certificado e lá se vai em frente, cantarolando e rindo.

Bem, cantarolando não será para todos, que nem todos dispõem dessa habilidade. Mas rindo… o que eles devem rir ao olhar para os outros tolinhos que tanto se esforçaram para tirar um curso, ou para aprender um ofício e para os que, rendidos às suas falsas, mas lustrosas, credenciais, se desfazem em vénias e salamaleques ao pretenso “senhor Dr.”.

Mais do que me surpreender com o que se vai sabendo sobre as qualidades dos políticos e gestores que nos têm ultimamente governado (afinal, o seu desempenho já dizia muito dessas suas qualidades), o que mais me surpreende é que um povo outrora tão orgulhoso se deixe gozar assim por aqueles que, ainda por cima, estão a ser principescamente pagos para o servir.

Surpreende-me também que, num momento em que a nossa população já tanto sofre devido aos desmandos desses políticos, as sondagens mais recentes continuem a indicar que, se houvesse eleições, mais de metade não votaria e que os que o fizessem votariam, mais uma vez, nos mesmos partidos.

Até me sinto corar de raiva e frustração, mas também de vergonha, por ter que conviver com isto, com as gargalhadas que, imagino, aqueles chicos espertos estarão constantemente a dar à nossa custa.

Anúncios

2 comentários

  1. Anónimo · · Responder

    É isso mesmo… secalhar também temos culpa!

    Gostar

  2. Anónimo · · Responder

    É assim meu caro.
    Estamos na época das “competências” e das Novas Oportunidades”. Não falta gente a aproveitar os flancos desguarnecidos.

    Gostar

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Loja Lusa

Blog dedicado ao melhor de Portugal e dos produtos portugueses.

O Que Dizes Tu?!

Os olhos dizem o que as mãos pensam

The Fujifilm Blog

We love pictures, like you!

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

Desvio Colossal

Macroeconomia, Finanças Públicas & Economia portuguesa

Ilimitado

"Nunca se alcança objetivos com lágrimas"

No Reino da Dinamarca

Something is rotten in the State of Denmarke

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

VAI E VEM

Não renunciarás à tua liberdade de expressão e de opinião

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: