Os Salários Mínimos da Europa II


Dos trabalhos que até agora fiz para este blogue aquele que despertou mais interesse foi relativo aos salários mínimos da Europa.

Por esse facto, decidi atualizar a tabela que publiquei em 2012.

Porém, ao contrário do que aconteceu da primeira vez, não consegui encontrar no sítio da Federação dos Empregados Europeus a tabela que serviu de base para aquele meu primeiro trabalho.

Assim, fui pesquisando caso a caso e progressivamente a tabela foi sendo construída.

Faço notar que procurei que na coluna  “salário mínimo mensal” fosse indicado um duodécimo do salário anual mínimo legalmente obrigatório, como acontece no caso português. Admito, todavia, que dadas as dificuldades que tive nas minhas pesquisas possam existir situações em que esse objetivo não foi conseguido.

O mesmo aconteceu relativamente à natureza dos salários referidos. De facto, procurei indicar valores brutos (antes de descontos), garantidos para trabalhadores com mais de 23 anos de idade, mas não posso garantir que isso aconteça em todos os casos.

A tabela que se apresenta adiante é, pois, o resultado possível de um exercício de recolha dos diferentes salários mínimos europeus, feito por um cidadão comum através da Internet, não sendo dadas quaisquer garantias de que esteja absolutamente certa. Se necessitarem de utilizar dados rigorosos devem, por isso, confirmá-los devidamente.  Desde já agradeço que me comuniquem, através de comentário a este “post”, quaisquer incorreções que eventualmente detetem.

Outro aspeto importante a referir é que há países que não têm salário mínimo, como são os casos da Alemanha, Dinamarca, Finlândia, Islândia, Itália, Suécia e Suíça, os quais, por esse motivo, não constam da tabela. Não deixo de sublinhar, no entanto, que a recente coligação governamental constituída na Alemanha se comprometeu a estabelecer um salário mínimo para o país, de cerca de 8,50 euros por hora, embora, tal medida só seja totalmente concretizada, se tudo correr conforme se espera, a partir de 2017…

Note-se, por fim, que na Federação Russa há cidades que têm salários mínimos mais elevados, como é o caso de Moscovo, cujo salário mínimo é praticamente o dobro do indicado.

Posto isto, eis a tabela (para a aumentar clique na mesma):

SMEurop_201401

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Loja Lusa

Blog dedicado ao melhor de Portugal e dos produtos portugueses.

O Que Dizes Tu?!

Os olhos dizem o que as mãos pensam

The Fujifilm Blog

We love pictures, like you!

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

Desvio Colossal

Macroeconomia, Finanças Públicas & Economia portuguesa

Ilimitado

"Nunca se alcança objetivos com lágrimas"

No Reino da Dinamarca

Something is rotten in the State of Denmarke

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

VAI E VEM

Não renunciarás à tua liberdade de expressão e de opinião

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: