A Aflição de Mário Soares?


Basta consultarem os arquivos deste meu blogue para verem que não sou daqueles que oculta a sua intenção de voto, nem em quem votou, embora admita que o voto secreto é fundamental para um correto funcionamento da democracia.

Por este facto, não tenho qualquer relutância em dizer que votei várias vezes em Mário Soares, embora tenha vindo gradualmente a perder a confiança nele, razão pela qual não lhe conferi o meu voto, por exemplo, nas últimas eleições presidenciais a que concorreu.

Mas a desconfiança que em mim foi crescendo relativamente a este senhor aumentou consideravelmente desde que o seu amigo José Sócrates se encontra em prisão preventiva, indiciado pelos crimes de corrupção, branqueamento de capitais e fraude fiscal qualificada.

Fosse Mário Soares um político qualquer e eu não escreveria nada do que a seguir vou escrever. Mas o que acontece é que Mário Soares é jurista e exerceu sempre essa profissão, além de ter sido primeiro-ministro, presidente da república e exercer ainda, presentemente, funções de conselheiro de Estado.

Como é possível que uma pessoa com estas caraterísticas possa escrever – note-se que não é dizer, eventualmente no calor de uma discussão – e fazer publicar num dos mais destacados órgãos da comunicação social no nosso país, certamente depois de ponderada reflexão, que “Já passaram mais de dois meses desde que o ex-primeiro-ministro José Sócrates está preso, sem ser ouvido pela Justiça. O juiz responsável pela prisão, Carlos Alexandre, não conseguiu ainda encontrar – que se saiba – nada de concreto que justifique esta prisão. É extraordinário.” (pode ler o artigo completo aqui)

Como é possível, de facto, um jurista que não é o defensor de José Sócrates venha dizer tais barbaridades com o intuito claro de convencer o “Zé Povinho” que José Sócrates está a ser discriminado negativamente, ou seja, mais mal tratado pela Justiça do que um cidadão comum.

É que, além de não poder passar pela cabeça de alguém, que a tenha ainda no devido lugar, que um juiz fosse, de ânimo leve, dar ordem de prisão a um ex-primeiro ministro do seu país, o que acontece é que não há quaisquer motivos para se duvidar da legalidade da detenção de José Sócrates. Ainda por cima, depois do Supremo Tribunal de Justiça ter rejeitado vários pedidos de habeas corpus, que é o equivalente a um pedido de libertação imediata de alguém que se encontra irregularmente privado da sua liberdade. Então os juízes do Supremo Tribunal de Justiça também são tão “incompetentes” como o juiz Carlos Tavares?

Mário Soares diz ainda que “a esmagadora maioria dos portugueses está indignada com a situação infame e intolerável em que se encontra José Sócrates”. Com que legitimidade é que diz isto? Como é que chegou a esta conclusão? É que eu, por exemplo, se fosse avaliar a opinião da “esmagadora maioria dos portugueses” com quem convivo, diria que ela o que quer é que se faça Justiça. Seja no sentido de ilibar José Sócrates, seja no sentido de o condenar.

A “esmagadora maioria” dos portugueses que conheço está farta de políticos incompetentes e corruptos e olha constantemente, mas também com crescente ceticismo, à sua volta para ver se o milagre acontece e surge alguém que não nos ofereça mais do mesmo.

Mário Soares, ilegitimamente associado à revolta dos capitães de Abril, da qual apenas se aproveitou, habituou-se talvez a estar acima da Lei, fazendo e dizendo aquilo que lhe apetece e é se calhar por isso que chega ao ponto de ameaçar o juiz Carlos Tavares, dizendo-lhe: “ele que se cuide…” Ou estas afirmações de Mário Soares surgem, apenas, porque ele está preocupado que atrás do seu amigo José Sócrates vão para a cadeia outros dos proeminentes políticos que puseram a “esmagadora maioria dos portugueses” num estado de miséria ou perto disso?

É que os portugueses, particularmente os jovens, já não são os analfabetos de outrora, sabem ler e, sobretudo, perceber o que leem e se passa à sua volta…

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Loja Lusa

Blog dedicado ao melhor de Portugal e dos produtos portugueses.

O Que Dizes Tu?!

Os olhos dizem o que as mãos pensam

The Fujifilm Blog

We love pictures, like you!

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

Desvio Colossal

Macroeconomia, Finanças Públicas & Economia portuguesa

Ilimitado

"Nunca se alcança objetivos com lágrimas"

No Reino da Dinamarca

Something is rotten in the State of Denmarke

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

VAI E VEM

Não renunciarás à tua liberdade de expressão e de opinião

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: