Eu voto, que não sou parvo!


Sim, no dia quatro vou votar.

Trata-se de escolher, embora por via indireta, quem vai administrar aquilo que também é meu e eu quero ter uma palavra a dizer.

Sim, porque quando dizemos “o nosso país” estamos mesmo a falar de algo que é nosso. Portugal é efetivamente dos portugueses e não daqueles que momentaneamente o governam. Por isso nós temos o direito de escolher quem vai administrar aquilo que nos pertence. E eu não abdico desse direito.

Como poderia eu ficar indiferente a umas eleições das quais resultará o Governo do meu País, um país com perto de mil anos de existência, cuja independência tantos sacrifícios implicou?

Como poderia eu não votar, quando ainda vivi num tempo em que não havia democracia e tínhamos um ditador paternalista que decidia em quem podíamos votar, que livros podíamos ler, que filmes podíamos ver, com quem podíamos acompanhar…?

Como poderia eu não honrar a memória de todos aqueles que lutaram e sofreram, das mais diferentes formas, para que hoje pudéssemos votar para a Assembleia da República do nosso país?

Não, eu não sou parvo e não quero que me tomem como tal. Dia quatro eu vou votar e pouco me interessa que o meu voto seja ou não “útil” no sentido que agora se utiliza.

Talvez o partido a quem eu dê o voto não venha a ganhar as eleições. Pode até não eleger nenhum deputado para a Assembleia da República. Mas eu vou dar o meu contributo para o país evoluir no sentido que considero adequado.

Os votos nunca são inúteis porque são eles, todos eles, que determinam o resultado das eleições.

No domingo, lá estarei. Vou votar contra a corrente. Gostava que a Assembleia da República se tornasse mais plural e por isso vou votar fora do “arco do poder”.

Se houver muitos mais como eu, as coisas vão mudar. Se não houver, paciência. Não quero é que me tomem por parvo e se convençam que podem fazer tudo comigo. Eu voto!

EuNaoVoteiImagem extraída do Facebook e traduzida de inglês para português

Anúncios

Deixe uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Loja Lusa

Blog dedicado ao melhor de Portugal e dos produtos portugueses.

O Que Dizes Tu?!

Os olhos dizem o que as mãos pensam

The Fujifilm Blog

We love pictures, like you!

O Informador

Jornalismo, média, actualidade nacional e internacional

The Daily Post

The Art and Craft of Blogging

Desvio Colossal

Macroeconomia, Finanças Públicas & Economia portuguesa

Ilimitado

"Nunca se alcança objetivos com lágrimas"

No Reino da Dinamarca

Something is rotten in the State of Denmarke

Aventar

Expor ao vento. Arejar. Segurar pelas ventas. Farejar, pressentir, suspeitar. Chegar.

VAI E VEM

Não renunciarás à tua liberdade de expressão e de opinião

The WordPress.com Blog

The latest news on WordPress.com and the WordPress community.

%d bloggers like this: